Dicas e tendências na gestão de leads e vendas

fluxo de venda

Descubra como desenhar um fluxo de venda e eleve o potencial da sua equipe

Organize as etapas que fazem parte da sua equipe a partir do desenho de um fluxo de venda e fortaleça a relação da sua empresa com os clientes.

Se você é gestor ou um profissional que atua no time de vendas, sabe que o processo é mais complexo do que simplesmente oferecer um produto e esperar que o cliente compre.

Diversos processos fazem parte das vendas, como atrair os potenciais consumidores, direcionar materiais efetivos para cada tipo de lead, iniciar negociações e até mesmo se dedicar ao pós-vendas.

Organizar todas essas tarefas pode ser um desafio, por conta disso, desenvolvemos um passo a passo completo de como desenhar um fluxo de venda. Boa leitura!

O que é um fluxo de venda

O fluxo de venda ou fluxograma de venda é um quadro que apresenta todos os processos envolvidos na venda de um produto, inclusive os colaboradores designados para cada tarefa.

Saber como desenhar um fluxo de venda permite que todas as tarefas sejam visualizadas de maneira clara, com setas que indicam qual o trajeto a ser transpassado pela equipe para que tudo o que envolve as vendas da empresa seja um sucesso.

Benefícios de utilizar o fluxo de vendas

Aprender como desenhar um fluxo de venda traz vários benefícios para o setor de vendas, entre eles estão:

  • Determinação das etapas a serem seguidas e as suas ordens;
  • Redução de erros durante todo o processo que envolve os clientes;
  • Um fluxograma bem-feito considera sempre as necessidades do cliente, portanto a prática coloca o consumidor como o centro das ações das empresas;
  • Torna o dia-a-dia de trabalho mais fácil e mais organizado.

Como desenhar um fluxo de venda

Agora que você já sabe o que é um fluxograma que tem como foco a organização da equipe que trabalha com a conversão de leads, confira como desenhar um fluxo de venda:

1.   Observe o funcionamento da sua empresa

A primeira etapa para iniciar o desenho do fluxograma de vendas é observar como a empresa e o setor de vendas funcionam, quais são as funções designadas para cada profissional e como elas se relacionam com os clientes.

Nesse momento você poderá iniciar uma planilha do fluxo de vendas, elencando por ordem todos os processos.

2.   Estabeleça os seus processos

Após a observação do ambiente de trabalho, acrescente aos processos já implementados os que devem ser estabelecidos.

Por exemplo, se você notar que apesar do alto número de vendas, a empresa não está fidelizando os clientes, é importante acrescentar ao fluxo uma tarefa que trate de implantar ações para reter os seus consumidores.

Cada empresa terá as suas próprias necessidades dentro de um processo de vendas, por conta disso não é recomendável copiar um fluxo de vendas pronto.

3.   Pensar em alternativas para quando um processo não atingir o resultado esperado

O fluxo determina os caminhos pelos quais os clientes irão transitar, porém, isso não significa que ele sempre levará a vendas. Dentro de um fluxograma é possível aplicar diferentes rotas que podem ser divididas com uma “bifurcação”, dividida entre sim e não.

Por exemplo, um lead passou do estágio de qualificação, onde é nutrido com conteúdos, para a etapa de negociação, para avançar da etapa da negociação para o fechamento do fluxograma pode apresentar uma pergunta, como “lead aprovou o orçamento?”.

Se a resposta for sim, ele poderá avançar para o fechamento, caso a resposta seja não o caminho dentro do quadro indicará uma volta à negociação ou até mesmo a qualificação desse lead.

4.   Determine as funções conforme as aptidões dos colaboradores

Com todos os processos já planificados, é importante designar profissionais que possuam as habilidades necessárias para cumprir cada tarefa.

A partir do entendimento de como desenhar um fluxo de venda e da sua aplicação dentro do setor, cada colaborador terá a total clareza de qual etapa ele faz parte e quais são as suas reais atribuições.

A organização é peça fundamental para uma empresa que deseja possuir resultados, o trabalho focado aumenta as chances de conversão devido à atenção maior que o profissional destina para cada lead.

5.   Continue aprimorando a planilha de fluxo de vendas

Por fim, lembre-se de que o fluxo de venda não é imutável. Durante a aplicação das etapas estabelecidas, assim como a designação dos profissionais que irão realizar tarefas, necessidades de mudanças serão percebidas.

Não tenha medo de mudar e fazer alterações na planilha de fluxo de vendas, processos terão de ser incluídos ou retirados, para que no fim a experiência de compra do cliente seja a melhor possível.

Algumas dicas de processos que podem ser incluídos no fluxo de vendas

Como você viu, o fluxo deve atender as particularidades e os processos da sua empresa. Porém, algumas etapas estão presentes no dia-a-dia da equipe de vendas da maioria dos negócios, seja ele B2B ou B2C. Confira quais são eles e tenha uma noção para iniciar a montagem do seu próprio fluxo de venda:

  • Prospecção;
  • Segmentação;
  • Qualificação;
  • Comunicação pessoal (pré-venda);
  • Apresentação da proposta e negociação;
  • Fechamento do negócio;
  • Pós-vendas.

Continue aprimorando o seu time de vendas

Agora que você já sabe como desenhar um fluxo de venda, lembre-se de que este material deve refletir as necessidades do seu cliente e a realidade da sua empresa. Além da revisão periódica, o fluxograma também deve ser de conhecimento de todos os colaboradores, ocupando locais de fácil visualização.

Confira outros artigos que vão fazer você continuar melhorando o seu time de vendas e otimizando os processos do setor:

Post a Comment